Como cuidar do seu aquário – Para pessoas iniciantes

Seguem algumas dicas de como cuidar bem do seu aquário:

1) Dar uma quantidade de ração que os peixes consumam em, no máximo, 5 minutos. Lembre-se que o estômago de um peixe é muito pequeno! A comida em excesso prejudicará sua saúde.

2) Nunca lavar o aquário com sabão ou qualquer outro material de limpeza. Use apenas água corrente da torneira e uma esponja nova reservada apenas para a limpeza do aquário.

3) A água a ser utilizada no aquário pode ser da torneira desde que deixe a água descansar em um recipiente por no mínimo 2 dias antes de colocar no aquário. Assim o cloro irá evaporar e os metais pesados (chumbo, cobre) decantarão no fundo do recipiente. Existem produtos que retiram o cloro da água e os metais pesados. Com aplicação desses produtos é possível repor a água no mesmo dia, respeitando o tempo de reação que o fabricante indicar no rótulo.

4) A limpeza do aquário deve ser realizada todo mês. Caso o aquário não se mantenha limpo durante pelo menos 1 mês verifique se o sistema de filtragem é eficiente para o tamanho do aquário e para a quantidade de peixes. Para saber se a filtragem é eficiente, faça os seguintes cálculos:
– Calcule quantos litros o aquário tem: Altura (cm) X Largura (cm) X Comprimento (cm);
– Pegue o resultado da multiplicação acima e divida por 1000 e você obterá o valor em litros da capacidade do aquário;
– Multiplique a litragem do aquário que você obterve por 4;
– O filtro deve fazer esse valor em litros por hora. Ex: Um aquário de 100 litros deve ter um filtro capaz de filtrar 400 litros por hora.

5) Ao realizar a limpeza, trocar apenas 1/3 (um terço) da água do aquário. Caso o aquário esteja muito sujo, trocar metade da água do aquário.

6) Não colocar o aquário em lugares muito frios. O ideal seria dentro de casa. Nos dias de frio intenso, coloque um aquecedor ou termostato no aquário. No caso do uso de aquecedor, mantenha um termometro para medir a temperatura constantemente. A temperatura ideal para o aquário deve estar em torno de 27 a 30º C. Nunca esquente a água para colocar no aquário. Isso pode causar choque térmico e matar os peixes.

7) Não bater no vidro do aquário! Isso pode causar stress aos peixes.

8) Evitar colocar a mão dentro da água, pois a mão humana pode conter suor e impurezas.

9) Evitar outros alimentos que não seja ração, pois ela já contém todos os nutrientes que o peixe necessita.

10) Se o aquário tiver iluminação artificial, não deixe-a ligada durante a noite, pois os peixes precisam descansar.

11) Cuidado com enfeites e produtos que não são de uso próprio para aquário! Eles podem liberar toxinas que complicarão a saúde dos peixes.

12) Mantenha a tampa do seu aquário sempre fechada. Alguns peixes tem o hábito de saltar para fora do aquário quando a tampa está aberta. Dessa forma, também pode-se evitar que as impurezas caiam na água do aquário.

13) Não coloque peixes de pH diferentes no mesmo aquário e tome cuidado com cascalho, conchas e materiais que possam alterar o pH.

14) Deixe o aquário longe do alcance da luz solar. Isso ajuda a evitar o super aquecimento da água, o aparecimento de algas, consequentemente ajuda a manter a água cristalina.

Leia Mais

Que água usar no aquário? Uma das dúvidas mais frequentes entre iniciantes

Uma das perguntas mais frequentes entre os aquaristas de primeira viagem é que água devem utilizar em seus aquários. É uma dúvida que pode ser compreendida, pois cada região oferece um tipo de água, cada uma delas com características positivas ou negativas.

O grande vilão dessa história é o cloro presente na água que coletamos da torneira de nossas casas, adicionado pelas empresas de saneamento básico no tratamento da água para o abastecimento doméstico. O cloro é uma substância extremamente prejudicial aos peixes, por isso alguns aquaristas procuram substituir a água da torneira por outras ontes alternativas, como água de poço, água mineral e em alguns casos até água de chuva.

No entanto essa busca por outras fontes de água é dispensável pois a água da torneira de nossas casas geralmente tem os valores de pH e dureza bem próximos aos desejados pela aquariofilia. O cloro pode ser facilmente removido da água de forma econômica e eficiente, utilizando os chamados inativadores de cloro. Já as águas de poço e mineral possuem valores de pH e dureza bastante distantes dos esperados para o uso em aquários. A correção destas variáveis torna-se muito mais trabalhosa e cara em comparação à eliminação do cloro em água de torneira.

Antes de utilizar a água de torneira, deve-se testá-la para confirmar a presença de cloro. Para esta verificação, utiliza-se os chamados Cloro Tests, que indicam a presença ou não de cloro na água. Caso o teste indique a presença de cloro, este pode ser eliminado de forma fácil e eficiente com a aplicação de algum inativador de cloro, facilmente encontrado em lojas especializadas em aquários.

Leia Mais